(In)compreensível

Site com crónicas da actualidade, temas aleatórios e vídeos.

Tag Archives: opinião

Filho de 4 anos joga GTA

Já não sei como mas encontrei um site com uma notícia onde um pai  diz que o filho de 4 anos joga GTA. Isto de inicio pode parecer estranho e até irresponsabilidade mas parece que não ou assim alega o pai da criança. Mais tenho que acrescentar que o jogo estava modificado com o ‘Hot Coffee mod’ que permite ver e interagir quando o personagem é convidado a entrar em casa da namorada para depois ‘pimba nela’.

Eu gosto de jogar é verdade e sou um pouco viciado mas até eu acho que aos dois anos de idade é uma irresponsabilidade incutir o mundo dos jogos a uma criança,  isso provavelmente foi uma maneira que o pai encontrou de ter o filho calado para que ele (pai) pudesse jogar em paz.

Certo dia o pai estava a jogar GTA, o filho apanha o pai a jogar e pede-lhe para jogar, o pai deixa u e segundo ele a criança perguntou se dava para entrar no carro onde ele o lhe ensinou onde carregar para fazer isso, mas quando o filho viu um carro parado num semáforo ele disse que não ia roubar porque tinha pessoas lá dentro provavelmente como era nova e ainda era inocente não queria fazer mal aos outros.

Continuando o jogo o filho vê um policia a sair do carro e perseguir um ladrão, segundo o pai, os seus olhos iluminaram-se e ele perguntou se podia entrar no carro da policia e perseguir ‘maus’. O pai explicou que aquilo era só um jogo e disse como podia fazer a missão ‘vigilante’, o miúdo lá fez a missão e depois passou de prender criminosos a  ajudar em acidentes com uma ambulância e acabou a fazer as missões de bombeiro onde é preciso apagar os fogos.

A verdade é que não há nada de mau no que o miúdo fez, mas não se esqueçam que  ele tinha 4 anos.  Outra coisa que é importante referir é que não está relatado se o miúdo explorou mais o jogo ou se até ele tentou jogar as escondidas sem ninguém ver e descobrir o ‘mundo adulto’ da violência.

O pai ainda apela aos outros pais para que não se baseiem na categoria que está atribuída aos jogos (maiores de 18, violentos, etc) porque, segundo ele, há jogos como neste caso em que se os filhos forem acompanhados não há nenhum problema. O problema é que muitos pais não têm tempo para acompanhar os filhos a esse nível e muitas vezes sem supervisão (ou porque têm as consolas nos quartos ou porque está alguém a tomar conta deles mas não está sempre perto). Já para não falar no facto de o miúdo ter 4 anos.

Eu compreendo que irrite um pouco as noticias estarem sempre a dizer que jogos onde há tiros, sangue, socos, pontapés e violência é um pouco chato até porque levam tudo ao extremo mas este é um belo caso de outro extremo que apesar de não ter acontecido nada de mal (segundo a notícia) não deve ser também a medida que os pais optem.

Fonte: bitmob

Incompreensível? É deixar uma criança jogar GTA.